Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Granjinha/Cando

e Vale de Anta... factos, estórias e história.

Granjinha/Cando

e Vale de Anta... factos, estórias e história.

Reis de São Sebastião 2015 - Abobeleira (cont.)

17
Jan15

       Encontro dos dois grupos na estrada do Cando em direcção às alminhas para o almoço, um vindo da Granginha, pela Veiga da Granja e outro vindo da rua de Santo António (Vale de Anta). Que bela feijoada...

_DSC8062.JPG

_DSC8064.JPG

_DSC8070.JPG

    Depois dos estômagos aconchegados, a jornada continuou com um grupo  pela  Casas dos Montes e daqui em direcção à Abobeleira e o outro continuou a volta por Vale de Anta também em direcção à Abobeleira. Por fim os dois grupos reúnem-se para a volta final na terra do mordomo!

_DSC8074.JPG

_DSC8078.JPG

_DSC8098.JPG

_DSC8100.JPG

_DSC8110.JPG

_DSC8134.JPG       Na casa do mordomo os reis foram dobrados !

_DSC8132.JPG

 

_DSC8144.JPG       Depois da volta final na Abobeleira ao principio da noite, o banquete, onde não faltaram na ementa o cabrito, o leitão, o frango do campo, sobremesas variadas e o bolo de Reis (representando o percurso pelas quatro aldeias da freguesia), vinhos da colheita do mordomo, tudo uma delícia!

_DSC8169.JPG

_DSC8190.JPG

_DSC8180.JPG   Um agradecimento também para as cozinheiras, responsáveis pelo banquete apresentado.

_DSC8171.JPG      No final do banquete a animação continuou com as concertinas e cantares à desgarrada !

_DSC8203.JPG    Por fim um agradecimento especial ao casal de  mordomos, que embora com contrariedades de ultima hora não desistiram. Cumpriu-se assim mais uma vez a tradição.

     Um abraço de consideração e amizade para eles.

_DSC8121.JPG

 

3 de Janeiro - Reis de São Sebastião 2015 - Abobeleira

04
Jan15

Imagens de uma tradição !

    Este ano os reis "calharam" na Abobeleira. Como é de tradição são nomeados dois mordomos no ano anterior pelo pároco da freguesia, seguindo a ordem do livro de casamentos. No entanto este ano apenas um mordomo Helder Mendes, acabou por assumir a responsabilidade de fazer cumprir a tradição.

_DSC7928.JPG

_DSC7931.JPG    O grupo de convidados do mordomo, iniciou a jornada na Abobeleira para "matar o bicho", dirigindo-se de seguida para Vale de Anta, onde se cantaram os Reis na igreja "dobrados", tal como nos restantes templos da freguesia, bem como na casa do mordomo.

_DSC7932.JPG

_DSC7941.JPG

_DSC7937.JPG     De seguida o grupo inicial dividiu-se em dois, sendo que um grupo continuou a cantar em Vale de Anta e o outro avançou em direcção ao Cando e Granjinha. No final da manhã haveriam de se encontrar nas "Alminhas" para um reforço alimentar, para continuar a jornada um a terminar a volta a Vale de Anta e seguir para a Abobeleira e o outro em direcção ao Bairro dos Gafos e Casas dos Montes. Embora estes lugares não pertençam à freguesia, são ponto de passagem para a Abobeleira e os moradores destes bairros que conhecem a tradição aguardam a chegada do Reis. Por outro lado na freguesia a tradição vai-se perdendo, com muitas portas fechadas à sua passagem...

_DSC7945.JPG

_DSC7947.JPG

_DSC7952.JPG

_DSC7960.JPGRecepção no Cando.

_DSC7964.JPG

_DSC7984.JPG

_DSC7991.JPG

_DSC7995.JPG

_DSC8000.JPGChegada  à Granginha.

_DSC8006.JPG

_DSC8012.JPG

_DSC8016.JPG

_DSC8024.JPG

_DSC8027.JPG

_DSC8029.JPG

_DSC8034.JPG

_DSC8046.JPG

_DSC8049.JPG

_DSC8052.JPG(cont.)